Sobre

Música é o negócio mais próximo de magia que a gente tem nesse mundão, e não digo isso pra soar piegas ou qualquer coisa do tipo, pensa comigo: existe esse ambiente ao nosso redor, e nele existe barulho, barulho é a essência da coisa toda. Barulho é uma coisa tão natural quanto o oxigênio, você bate uma palma e sai um barulho daí, você anda por alguma superfície e sai barulho dali também, é um negócio que simplesmente existe, ta aí pra qualquer um fazer bom uso. E como fazem, as pessoas pegam o barulho, essa coisa solta por aí e conseguem ritmar ele, gravar ele, distorcer ele, transformá-lo em algo que transcende a definição de “barulho”, alcançando um nível artístico, uma mensagem a ser absorvida, um instrumental que te canta emoções através de seus arranjos. Música. Música é magia e músicos são magos, alquimistas sonoros, pessoas que pegam o barulho e o transformam nessa gama de coisas com a qual a gente pode se relacionar emocionalmente, entrar em êxtase, rir, apreciar, amar. Tem muito barulho bom por aí, e é disso que a gente fala, com bastante carinho, aqui a gente fala de barulho.

O Staff do Nunca Critiquei é composto por Lucas Rafael (LR), Mateus Souza (Tom) e Danilo Medeiros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s