Earl Sweatshirt – I Don’t Like Shit, I Don’t Go Outside (2015)

Featured image   22 horas de um dia qualquer estava eu costumeiramente voltando da faculdade, moro numa casa em cima de um morro, e enquanto subia este morro a segunda música do álbum do qual lhes escrevo tocava em meu celular, Mantra, e era incrível como ela aderia bem o ambiente ao meu redor, as nuvens escuras no céu estrelado cobrindo um pouco da lua até o facho de luz dos postes que iluminavam gatos empoleirados em cima dos muros, era tudo muito atmosférico ao mesmo tempo em que a faixa me sugava para um universo muito pessoal e introspectivo de Earl, onde as letras, volte e meia falando de coisas objetivas e compreensíveis, alternavam prum abstracionismo que já marcava presença no álbum prévio do rapper, Doris.

 Drop this when the sunlight gone, better run right home when the sky turn black

Earl sempre foi o melhor MC do coletivo de rap Odd Future, encabeçado por Tyler, The Creator. Desde a primeira mixtape do rapper (intitulada Earl) já ouvíamos resquícios de que escondido por trás daqueles beats divertidamente mal produzidos e secos e por das letras exageradamente violentas, respirava uma promessa. O problema de Earl talvez tenha sido ser muito influenciado pelo seu meio nessa primeira obra, que soa mais como uma derivação de Bastard, do seu colega Tyler.

Depois veio Doris, aonde fomos apresentado a um Earl mais focado em seu próprio estilo, e que por mais pessoal e abstrato que o álbum seja, não deixa de ter uma ligação ao Odd Future, Earl ainda não havia encontrado sua sonoridade, mas tinha chegado perto.

IDLSIDGO é Earl soando mais Earl que nunca. A produção do álbum conta com beats lo-fi embalando letras que transitam entre o abstracionismo até depressão por falta de amigos, solidão, luto e tudo mais. Sim, é um álbum bem emotivo, não bastasse isso o flow de Earl casa perfeitamente com a produção, que pontualmente conta com momentos instrumentais bem inspirados, daqueles que faz você arregalar os olhos e falar “Meu irmão, sente esse baixo“.

A vida do rapper sempre foi muito turbulenta e basta ver algumas entrevistas dele pra ver que ele é um cara retraído, tímido, mas que sabe do que fala e entende das angústias da vida, mesmo que por sua própria ótica. Earl já estudou num internato contra sua vontade e ficou um tempo afastado do coletivo, até atingir a maioridade e também perdeu sua avó em 2013, pessoa a qual Earl deixa evidenciado em muitas letras ter sido alguém importante em sua vida. Earl é aquela típica pessoa que encontra na música a voz ideal pra se expressar, é assim que esse álbum soa, como um grande lamento para com a vida ao mesmo tempo em que o rapper se mostra seguro na sua carreira, crente de que é um dos melhores MC’s e ciente de seu talento.

 Chasing these rabbits whole face in the faucet  

A sinceridade de Earl ao decorrer do álbum cativa e agonia, maravilha e entristece, tudo isso em um curto período de duração, o álbum não chega a passar da marca dos quarenta minutos, mas tudo bem, é o suficiente.

 Lately i’ve been panicking a lot, feeling like i’m stranded in a mob, scrambling for Xanax out the canister to pop

O álbum conta com features de Da$h, Wiki, Na’kel e o usual colaborador de Earl em outras faixas, Vince Staples. Todos os feats são bem empregados e contribuem para o teor atmosférico do álbum.

Earl não se preocupa em ser um dos grandes rappers da atualidade e busca meios de produção não tão comuns ao ouvinte usual de rap, fugindo até mesmo do padrão de produção Odd Future que marcava seus trabalhos prévios, aqui temos um artista único trilhando seu próprio caminho sem dever satisfações, apenas sendo verdadeiro consigo, o que pra mim, traz Earl próximo a figura de Kendrick Lamar nesse aspecto mais ideológico e de se manter fiel aquilo que faz.

O álbum pode parecer simples e direto demais, mas é verdadeiro, e certamente te deixa curioso pra saber o que virá em seguida na carreira do rapper.

 I Dont Like Shit, I Dont Go Outside vai te fazer se sentir no fundo do oceano sentado próximo a corais do lado de Earl, e vocês trocam pensamentos sobre a vida, você se sente bem e fica feliz em ouvir seu amigo, mas existe um clima de paranoia no ar, vocês ainda tem que desviar dos tubarões.

NOTA FINAL: 9.0/10

Palinha:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s